Transformação Industrial: O Apartamento de 50 m² com Referências Urbanas

Um pedido inusitado norteou o projeto da arquiteta Nina Abadjieff, da capital mineira, para o primeiro imóvel de um jovem solteiro. “Como o proprietário é dentista e está sempre rodeado de branco, ele pediu que a cor fosse usada o menos possível”, relata.

Com o desafio aceito, a arquiteta buscou inspiração urbana e industrial para definir a paleta de cores, abusando das tonalidades cinza, preta, marrom e verde para ambientar o apê de 50 m², localizado na mesma cidade.

Para receber os amigos em casa, Nina abriu os espaços e criou diversos lugares para sentar. O ponto chave, de acordo com ela, foi a marcenaria planejada para a distribuição de lugares de convivência, incluindo estar, sala de jantar e TV.

Iluminação: Spots em trilho estão instalados em rasgos no teto. “O forro de gesso já era existente e bem próximo à laje nervurada. Assim para encaixar a iluminação, tomamos muito cuidado para que as luminárias não ultrapassassem o vão”, detalha a arquiteta.

Cozinha: As bancadas dispostas formando um L são de granito branco dallas e os armários foram desenhados pelo escritório de arquitetura e executados em MDF. Nina explica que foi feita uma pequena abertura na parede da cozinha para ampliar a entrada e melhorar a circulação.

Lavabo: Arandela redonda e espelho receberam fita de LED justaposta na parte posterior e as paredes foram revestidas por papel de parede de linho preto.

Conexão: Com a área social totalmente aberta, os espaços são delimitados por suas funções em uma proposta que remete aos lofts americanos. Apenas a suíte ficou reservada.

Confira a galeria completa:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima