Agapanto: A Joia Africana que Encanta Jardins por Todo o Brasil

Muito presente em projetos paisagísticos no Brasil, o agapanto (Agapanthus africanus) sempre chama atenção com suas belas flores arroxeadas ou brancas e folhagem vistosa. Apesar da grande recorrência nos jardins nacionais, trata-se de uma planta nativa da África do Sul que adaptou-se muito bem ao nosso clima. “Além da cor das flores e exuberância das folhas, a resistência e a facilidade de cultivo são características marcantes”, relata o engenheiro agrônomo e paisagista Alexandre Galhego, de Campinas, SP.

Tolerante a baixas temperaturas, a espécie pode ser inserida em jardins de Norte a Sul do Brasil, exibindo folhas laminares que partem da base, longas, carnosas e glabras e inflorescências globulosas, densas, altas e eretas. O porte varia entre 30 e 60 cm de altura e suas floradas são vistas durante a Primavera e o Verão. “É uma planta que cai bem em diversos estilos de jardins. Rústica e muito bonita, é empregada em bordaduras e canteiros e também em bacias e vasos”, informa o profissional. A espécie ainda aparece em amplos maciços a pleno sol e acompanhando muros ou paredes.

Destaques do Agapanto:

  • Resistência e Facilidade de Cultivo: O agapanto é conhecido por sua adaptabilidade e facilidade de cultivo, tornando-o uma escolha popular em jardins de todo o Brasil.
  • Versatilidade Paisagística: Descubra as várias maneiras pelas quais você pode incorporar o agapanto em seus projetos paisagísticos.
  • Cuidados Simples: A manutenção do agapanto é descomplicada, com dicas sobre espaçamento, adubação, rega e prevenção de pragas.
  • Perfil da Planta: Conheça as características distintivas desta joia africana, desde suas folhas laminares até suas inflorescências globulosas.

Seja para iniciantes ou jardineiros experientes, o agapanto é uma escolha ideal para embelezar e enriquecer qualquer espaço verde.

AGAPANTO
NOME CIENTÍFICO: Agapanthus africanus
NOME POPULAR: agapanto
ORIGEM: África do Sul
FOLHAS: laminares que partem da base, longas, carnosas e glabras
FLORES: inflorescências globulosas, densas, altas e eretas,
com variedades azuis e brancas
CULTIVO: em bordaduras, ao longo de muros,
em jardineiras ou grandes conjuntos
CLIMA: subtropical e tropical
SOLO: rico em matéria orgânica e bem drenado
LUMINOSIDADE: pleno sol
IRRIGAÇÃO: moderada
DIFICULDADE DE CULTIVO: nenhuma
MULTIPLICAÇÃO: por divisão em qualquer estação do ano
CURIOSIDADE: pela longa durabilidade,
também é valorizado como flor de corte

Confira a galeria completa:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima