A Beleza da Provença no Interior Paulista: Paisagismo que Encanta

No interior paulista, um projeto de paisagismo brilha evocando a atmosfera da Provença, no sul da França. A arquiteta paisagista Renata Fanti, de São Paulo, SP, trabalhou em colaboração com o engenheiro civil Mário Peirão (1952-2012) para criar uma área que valoriza as lavandas (Lavandula angustifolia), plantas icônicas da região. Ela trouxe um toque provençal ao paisagismo por meio da mistura de texturas e tamanhos das plantas, como trepadeiras e a presença de uma oliveira (Olea europaea) próxima ao deque, além do uso estratégico de pedras em muros e escadas, e até de elementos aquáticos.

Os proprietários desta residência, um casal jovem com duas filhas, adoram receber amigos e desfrutar da sensação de campo. Portanto, o projeto paisagístico foi planejado de forma a proporcionar privacidade ao terreno, sem comprometer a visão das paisagens ao redor. O jardim estabelece um diálogo harmonioso com a arquitetura da casa, explorando uma variedade de elementos e atrações, incluindo um extenso gramado, uma horta e até uma encantadora casa de bonecas.

Logo na entrada, os visitantes são recebidos por uma variedade de árvores imponentes, como Resedá (Lagerstroemia indica), magnólia-branca (Magnolia grandiflora), cerejeira (Prunus sp) e flamboyant (Delonix regia). A diversidade de flores, com ênfase nas espécies brasileiras, como cássias (Cassia spectabilis), ipês (Tabebuia sp) e jabuticabeiras (Myrciaria cauliflora), é usada para criar uma atmosfera acolhedora e envolvente ao redor da casa.

Outras plantas, como buxinhos (Buxus sempervirens), capins ornamentais, laurotino (Viburnum tinus), íris (Iris germanica) e jasmins (Jasminum sp), são habilmente dispostas para criar divisas próximas às escadas, à fonte e à porta. A ideia é criar um ambiente de chegada que introduza a privacidade da residência. A fonte, centralizada no local, convida os visitantes a dar um passeio relaxante em seu entorno.

A topografia do terreno foi preservada na maioria das áreas, com exceção do setor de lazer, onde foi uniformizada para a implantação de um exuberante tapete de grama-esmeralda (Zoysia japonica). A altura do deque foi cuidadosamente planejada para permitir uma vista privilegiada das cerejeiras e oliveiras, com suas belas floradas sempre à vista.

A piscina, com revestimento de pastilhas (Vidrotil) e uma borda de granito apicoado, é cercada por pedra-madeira e adornada em algumas partes pela delicada flor amor-agarradinho (Antigonon leptopus). Tijolos foram utilizados na área do deque e lavandas perfumam o ambiente nas bordas da raia.

No terraço, o paisagismo combina portes, volumes e cores com o jasmim-italiano (Jasminum grandiflorum) e nos vasos, laranjeiras (Citrus sinensis) e ácer (Acer palmatum). Nos canteiros distribuídos pelo terreno, capins ornamentais, como o capim-do-texas (Pennisetum setaceum), durantas (Duranta erecta aurea), laurotino, jasmins e gardênias (Gardenia jasminoides) criam um cenário harmônico e surpreendente ao longo do ano.

Este projeto de paisagismo, com suas floradas intercaladas e surpresas encantadoras, oferece uma atmosfera leve e convidativa que se integra perfeitamente à arquitetura da residência e à beleza do entorno. É um convite para explorar um jardim que evoca a tranquilidade e o charme da Provença, bem no interior de São Paulo.

Confira a galeria completa:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima